sábado, 31 de janeiro de 2009

OS FUMANTES POLUEM MUITO MAIS DO QUE PENSAM

O cigarro é considerado a pior invenção dos humanos, pois é mais eficiente que qualquer arma química de destruição em massa. A OMS (Organização Mundial de Saúde) prevê que o cigarro irá matar mais de 10 milhões de pessoas até 2020. O cigarro não prejudica apenas os fumantes ativos. Os fumantes não percebem que seus cigarros afetam a saúde de outras pessoas e a saúde do planeta.

Veja como a situação é alarmante:

  • O cultivo do tabaco implica no uso intensivo de agrotóxicos;
  • Segundo a ACT - Aliança de Controle do Tabagismo, 12% das árvores cortadas anualmente no mundo destinam-se à produção de cigarros, na fabricação do papel e para secagem das folhas de tabaco;
  • Os filtros dos cigarros são fabricados com acetado de celulose combinado com mais de setecentos aditivos químicos. Depois do uso duram ainda mais de 5 anos poluindo o ambiente e causando a morte de animais;
  • Uma parte dos cigarros consumidos é depois descartada de forma inadequada. O espaço público é tratado como espaço de ninguém, onde tudo é permitido, inclusive poluir; e
  • Muitos incêndios em terrenos baldios e matas são causados pelo descarte de bitucas acesas.

Fiz uma pesquisa rápida e alguns cálculos simples para estimar a quantidade de cigarros consumidos em Araraquara, cujas bitucas devem estar sendo descartadas de forma inadequada, gerando poluição dos córregos ao serem transportadas pelos sistemas de drenagem.

Considerando que 12% da população fuma, em média, cinco cigarros por dia e que dois desses cigarros são descartados no chão, cheguei a uma estimativa de mais de 17 milhões de bitucas por ano sendo lançadas e poluindo o nosso ambiente, com uma carga poluidora equivalente a 864 mil litros de esgoto.

Fumantes com um mínimo de consciência ambiental nunca deveriam jogar bitucas no chão ou no mato e adotar como hábitos:

  • Sempre descartar as bitucas devidamente apagadas, em cinzeiros, caixas de areia, ou em lixeiras;
  • Carregar cinzeiros de bolso para uso em locais onde não existam depósitos de lixo.

4 comentários:

Rubinho Osório disse...

Bela postagem!!!
Valeu, JC!!!

Roberto façanha disse...

Julio.
Suas observações são muito pertinentes. Mas devemos também observar um outro lado dessa questão:
"existem coletores adequados ao descarte do resíduo do cigarro nos grandes centros urbanos?"
A resposta negativa, não exime de culpa os causadores, isto é, os fumantes, mas amplia a discussão por outros ângulos.
Aqui em Curitiba, O PROGRAMA BITUCA ZERO, já coletou mais de 2.5 milhões de bitucas e as reciclou em projetos de hidrossemadura. Aonde o programa foi instalado, 15 grandes empresas da cidade, o descarte desordenado simplesmente zerou. Com a instalação dos ECOCOLETORES desenvolvidos pela empresa Ecocity Soluções Ambientais, os fumantes concientizados simplesmente não descartam mais o resíduo em qualquer lugar.
Conheça mais em:
www.ecocitybrasil.blogspot.com
Um grande abraço.

Julio Perroni disse...

Prezado Roberto:
Agradeço seu comentário.
Na minha opinião, precisamos combater firmemente o uso do tabaco, sem concessões. Mitigar os danos desse hábito primitivo atende apenas aos interesses dos fabricantes e dos comerciantes que lucram com a produção desse veneno.
Abraço
Julio

Julio Perroni disse...

Prezado Roberto:
Agradeço seu comentário.
Na minha opinião, precisamos combater firmemente o uso do tabaco, sem concessões. Mitigar os danos desse hábito primitivo atende apenas aos interesses dos fabricantes e dos comerciantes que lucram com a produção desse veneno.
Abraço
Julio